A gestão do futuro com a Internet das Coisas

Imagine se tudo ao seu redor fosse conectado.

Não estamos falando só do seu smartphone ou do seu computador, mas sim da sua televisão, geladeira, microondas, cafeteira, óculos e até o portão da garagem. Tudo isso mesmo, e tudo junto.

E se todas essas “coisas” enviassem dados umas às outras, trocando informações essenciais para a melhora da qualidade de vida de seus usuários?

Com a Internet das Coisas, dispositivos podem — assim como nós — compartilhar experiências entre si, conectando e integrando diferentes serviços. Tipo uma equipe discutindo ideias sobre como aperfeiçoar a experiência de um produto, só que cruzando dados em vez de definir tudo em uma centena de reuniões.

Mas é aquela velha história: quando mudamos a forma como os processos acontecem, precisamos mudar a estratégia de gestão desses processos.

Não seria nenhuma novidade se a gente te dissesse que, aos poucos, a Internet das Coisas e as novas tecnologias que caminham junto com ela vão virar as organizações de cabeça para baixo.

E como podemos nos preparar para essas mudanças?

Uma coisa é certa: a Internet das Coisas não deve ser encarada como um obstáculo para sua empresa ou sua profissão, e sim como uma oportunidade de crescimento.

Não estamos dizendo que os desafios serão fáceis, porque não serão. Mas isso não significa que você deve se sentir intimidado pela mudança. Aliás, é justamente ela que pode garantir o sucesso do seu negócio em meio a tantas transformações.

Pensando nisso, a Gestão da Mudança tem tudo para se tornar sua grande aliada nesta jornada. É ela que pode te guiar pela preparação das pessoas envolvidas no seu negócio em meio a esse contexto de transição.

A Gestão da Mudança foi pensada a partir de processos bem estruturados com o propósito de despertar e principalmente sustentar a mudança dentro das organizações. Em um futuro nem tão distante, ela será essencial para tocar nas questões relacionadas aos novos modelos impulsionados pela Internet das Coisas.

Tornando-se um agente da mudança, você pode direcionar a visão do seu negócio no mesmo sentido das mudanças do mercado, assim, fortalecendo as pessoas, os processos e os sistemas que fazem do seu serviço tão importante para a sociedade.

Onde a Gestão da Mudança pode te ajudar?

1. Performance
Cercadas por novas tecnologias, as empresas serão pressionadas pelo mercado a ampliarem seus conhecimentos sobre inovação, tecnologias e segurança. Além de suas funções normais, os funcionários também vão precisar ter uma noção do funcionamento dos processos por trás da IoT e de como complementar essas tecnologias com suas habilidades.

2. Maior flexibilidade
Com dispositivos e sensores inteligentes capazes de monitorar à distância o desempenho dos funcionários de uma empresa, o trabalho remoto se tornará ainda mais frequente. O resultado destes novos modelos será uma maior produtividade e uma queda significativa nos custos das organizações. Por outro lado, será necessário capacitar as pessoas a fim de tornarem elas aptas a gerenciar seu próprio tempo e manter a disciplina de trabalho mesmo longe de contextos tradicionais.

3. Novo mercado
As transformações fora das empresas também terão grande impacto nos processos internos que mencionamos até aqui. Os diferentes hábitos de consumo – tanto de produtos quanto de conteúdo – dos usuários e clientes de um serviço vão mudar a maneira como eles se relacionam com as empresas. Por causa disso, as organizações vão precisar estar cada vez mais conectadas para atender às necessidades desse novo perfil de público.

4. Cultura corporativa
Para que os novos recursos e otimizações sejam bem aproveitados, seus funcionários não podem estar presos ao antigo mindset a que foram expostos até o surgimento dessas novas tecnologias. Aqui é onde o papel da gestão da mudança se torna mais importante, ao despertar nas pessoas um novo olhar para o contexto e suas possibilidades.

Você vai precisar ficar ligado nesses pontos – e em muitos outros – para que sua empresa sobreviva aos impactos da Internet das Coisas. Não é uma tarefa fácil – sua empresa vai levar muito tempo até se adaptar a essas e outras questões relacionadas ao futuro do trabalho, seja você o dono ou um colaborador. Mas é questão de sobrevivência: ou você reconhece as mudanças e busca caminhar lado a lado com elas ou seu negócio ficará de fora do mercado em poucos anos.

Comentar