Se a vida te der limões, não faça uma limonada

É isso mesmo. Se a vida te der limões, não faça uma limonada.

O mundo está cheio de limonadas. Bancos limonada, escolas limonada, produtos limonada. Aqueles que surgem da primeira ideia e ficam por isso mesmo. Ou que só copiam a limonada ao lado.

O mundo está cheio de ideias repetidas. De empresas e marcas que estão aqui para atender necessidades de pessoas e/ou grupos, mas que fazem isso da mesma forma que todo mundo no mercado já está fazendo. Às vezes, o consumidor pensa que quer uma limonada. Mas ele pode querer, muito mais, uma torta de limão – e nem sabe disso.

Se a vida te der limões, não faça uma limonada. Faça uma torta, um bolo, um molho, uma calda de limão. A vida pode te dar limões, mas você certamente deve ter na sua casa farinha de trigo, ovos, leite ou qualquer outra coisa que sirva para juntar com eles. Que sirva para sair da mesmice, que sirva para inovar mesmo. Quem sabe inventar uma receita nova?

O segredo dos projetos e negócios inovadores está na essência, nos pequenos detalhes – que, no fim, são fundamentais para uma receita de torta que todo mundo olha e quer comprar.

Se você está na dúvida sobre o seu produto, se acha que está entregando uma limonada, pense em como o mundo era antes de você – como empresa – nascer. O que era diferente? A vida era mais difícil? As pessoas tinham rotinas mais complicadas?

Responder a essas perguntas é um exercício filosófico de reflexão – tipo esse texto que você está lendo agora. Mas vai fundo, vale a pena. Vale a pena saber se a sua solução como produto ou serviço obteve sucesso. O sucesso humano do negócio.

Deixamos para trás décadas em que vendíamos por vender. Até a publicidade saiu dessa – já não se ganha o cliente na base da repetição, e sim na contação de histórias. Nunca antes na história deste país (e deste mundo) vendemos tanto lifestyle em detrimento de produtos. Deixamos de vender tênis e vendemos a experiência de correr e superar seus limites. Deixamos de vender absorventes e vendemos a força que é ser mulher.

Vendemos histórias. E, cá entre nós, que história uma limonada tem para contar? Ela só foi espremida para chegar lá.

Se a vida te der limões, não faça uma limonada. Até porque tem gente que não gosta de limão. Uma limonada pode ser muito azeda. E ninguém quer ser a empresa que os outros olham e fazem cara feia.

Comentar