Visual Thinking: entenda a importância de pensar visualmente para impulsionar carreiras e empresas

O pensamento visual (Visual Thinking) é como se chama o fenômeno comum de pensar através do processamento visual usando a parte do cérebro que é emocional e criativa para organizar as informações de uma forma intuitiva e simultânea. Enquanto algumas pessoas têm essa habilidade naturalmente, outras podem desenvolvê-la.

Em tempos de excesso, pensar visualmente se tornou algo imperativo. Sintetizar o conhecimento e projetos de forma visual pode ser um diferencial para sua carreira ou para o desenvolvimento do seu negócio próprio.

O pensamento visual é um de uma série de outras formas reconhecidas de pensamento ‘não-verbal’, como pensamento cinestésico, musical e matemático, por exemplo. Estes vários estilos integram a metodologia de aprendizado de coaching e outras atividades criativas, como forma de driblar o pensamento cartesiano.

Nós aqui na Descola aprendemos muito com esse curso que explica melhor sobre o pensamento visual e como ele nos ajuda em tarefas do dia a dia. Abaixo veja o vídeo teaser do curso:

Conceitos relacionados com o pensamento visual têm desempenhado um papel importante na arte e na educação, especialmente no Design, ao longo das últimas décadas. Há alguns importantes pensadores como Rudolf Arnheim, Robert McKim e Betty Edwards que defendem o pensamento com o lado direito do cérebro para facilitar as descobertas ou decisões mais inovadoras.

Você já desenhou suas ideias num rascunho rapidamente enquanto tomava um café, ou já rabiscou no espelho para não esquecer? Todo mundo, em algum momento, já fez isso – mesmo que tenha sido apenas na infância. De uma forma intuitiva, o pensamento visual está presente no cotidiano de todo mundo, mas a ideia do Visual Thinking é trazer essa prática para o plano da consciência, facilitando a elaboração de associações e combinações de imagens que ajudam a deixar a imaginação fluir – e essa é uma área que vem ganhando espaço no mundo dos negócios, como ferramenta eficaz para melhorar o desempenho e ganhar competitividade no mercado.

Agora veja dicas de como desenvolver seus projetos por meio de “ideias visuais” e os benefícios disso para a carreira profissional:

Como despertar o pensamento visual?

Comece a elaborar desenhos nos momentos em que você estiver pensando em ideias para o seu negócio ou para as suas atividades profisisonais. Você pode:

  • rascunhar em papel;

  • desenhar num quadro branco, com pincel atômico;

  • utilizar sistemas que permitam fazer desenhos rápidos;

  • estimular sua equipe a fazer colagens com imagens de revistas;

  • desenhar manualmente os fluxogramas e processos de negócios (ou planos de negócio);

  • montar apresentações baseadas apenas em imagens.

 

Quais os benefícios do pensamento visual?

O pensamento visual pode lhe ajudar em muitos aspectos no dia a dia profissional, como os seguintes:

  • Organização de ideias e relações entre os pensamentos e inspirações;

  • descrição lúdica e compreensível de conceitos complexos;

  • compartilhamento de ideias com pessoas que estão distantes;

  • melhora na memorização de textos, histórias, discursos etc;

  • criação e exposição de estratégias;

  • resolução de problemas;

  • organização, análise e interpretação de dados.

Treinar seu pensamento visual pode levar algum tempo. No entanto, o esforço lhe permitirá ampliar a compreensão dos seus problemas e das circunstâncias que o envolvem de tal forma que será mais capaz de identificar padrões críticos. Por exemplo, sempre que você precisar prototipar uma solução – e que este protótipo não exija uma alta fidelidade -, ative seu pensamento visual e esboce num papel branco. Você verá que, a partir deste desenho, outras ideias virão, especialmente, se você mostrar a outras pessoas – afinal, elas também conseguirão visualizar o que você está imaginando.

Então, que tal começar a colocar em prática estas técnicas de visual thinking?

EXTRA: A Descola lançou um curso muito bacana sobre visual thinking e deixo aqui o link para o curso pra quem se interessar!

poe-no-papel

Comentar