O que a Internet das Coisas pode fazer pelo seu negócio?

Se você ainda não ouviu falar ou não sabe o que é a Internet das Coisas, prepare-se para adentrar a um novo mundo em breve: segundo um estudo da Bitdefender, o número de dispositivos conectados à Internet das Coisas deve triplicar até 2020, movimentando US$11 trilhões na economia até 2025.

Mas o que é a Internet das Coisas, afinal?

Traduzida do inglês Internet of Things (IoT), a Internet das Coisas é uma revolução tecnológica que tem como objetivo conectar os objetos do nosso dia a dia à rede mundial. Imagine, por exemplo, que a maçaneta da sua porta é conectada à Internet e possui um dispositivo que detecta quando você se aproxima dela, abrindo a porta automaticamente. Pense num ar condicionado ou no piso da sua casa, que se ajustam à temperatura ideal conforme a hora do dia, o tempo lá fora, adaptando-se aos seus comportamentos e preferências. Pois é, são soluções bastante confortáveis e que facilitariam bastante nosso dia a dia.

E mais do que imaginar, você já pode encontrar esse tipo de dispositivo e várias outras soluções que fazem uso da tecnologia da IoT. E não faltam exemplos para isso:

  • Nest

A empresa cria dispositivos inteligentes que servem como termostato (imagem no cabeçalho do post) e detectores de fumaça, enviando informações atualizadas diretamente para o seu smartphone. O produto é um dos exemplos que citamos de aparelhos que aprendem os nossos hábitos – como os horários que costumamos sair e chegar em casa – para adequar perfeitamente as configurações. A loja oficial da Nest não entrega no Brasil, mas é possível encontrar os dispositivos em sites brasileiros.

  • Electrolux

No final do ano passado, a Electrolux lançou no mercado brasileiro seus novos produtos: lavadora e ar condicionado com conexão WiFi. Eles podem ser conectados ao seu smartphone, no qual é possível controlar todas as funções de ambos os aparelhos, criando também perfis personalizados.

Além desses, há as lâmpadas LED inteligentes da Philips (que podem ser configuradas pelo smartphone); os novos tênis da Fijtsu e da Snow Robin (com sensores de umidade, pressão e rastreamento); os relógios da FitBit (que monitoram o comportamento do seu corpo em atividades físicas); o recente serviço Samsung Connect (que detecta qualquer dispositivo inteligente da marca na mesma rede) e uma infinidade de outras soluções práticas.

IoT nos negócios

Muito além de servir para nossa comodidade pessoal e lazer, a IoT tem cada vez mais trazido soluções empresariais, e não importa o tamanho do seu negócio: essa tecnologia vem para facilitar os grandes e pequenos projetos.

Desde soluções de Engenharia de Produto até o Transporte, a Internet das Coisas pode servir como uma aliada na hora de entregar serviços de qualidade.

Por exemplo, você pode monitorar o funcionamento e as configurações das máquinas que fazem parte do processo de fabricação do seu produto. Com relatórios em tempo real, é possível fazer ajustes mais precisos, para melhorar a composição de materiais e outras variáveis.

No caso dos transportes, a solução é ainda mais atrativa para os consumidores: com sensores em navios, caminhões ou qualquer outro meio de levar o produto para a casa do consumidor, oferecendo-lhe a opção de rastrear exatamente onde se encontra sua encomenda.

Dá para descobrir quantas pessoas entram na sua loja e comparar com o faturamento da loja, gerando informações que podem ser bastante úteis.

Dos exemplos que já funcionam no mundo real, podemos citar os serviços da Microsoft IoT. A empresa oferece, dentre dezenas de opções, alternativas como aplicar a Internet das Coisas para resolver problemas de controle de manutenção de peças e máquinas dentro da fábrica ou até mesmo monitorar equipamentos já vendidos para os clientes, oferencendo serviços como manutenção preditiva.

Segurança é primordial

Falamos sobre algumas facilidades que a IoT traz para o nosso dia a dia, mas não podemos deixar de citar a maior dificuldade encontrada na hora de implementar essa tecnologia: segurança. Se você vai viver, no futuro, em uma casa em que todos seus aparelhos estão conectados à Internet, é preciso investir em bons serviços que garantam a seguridade do seu lar. Imagine sofrer um ataque cibernético que tranque sua porta, ligue todos os seus aparelhos e simule um incêndio, ativando os sprinklers e liberando água em tudo. Não é lá uma situação agradável.

Para evitar esse e qualquer outro tipo de invasão, é preciso buscar por produtos que já passaram por testes de vulnerabilidade. Acredite, 80% dos aplicativos para IoT não são testados para se proteger de ataques desse tipo.

Não deixe de manter seus dispositivos sempre atualizados. As empresas buscam cada vez mais versões que sejam menos vulneráveis a um número cada vez maior de ameaças. E se você ainda não confia o suficiente na tecnologia da IoT, evite trocar dados confidenciais com os equipamentos.

Essa é mais uma das tendências que vem por aí nos próximos anos. Quer ler mais? Vem ver outras dez aqui.

Comentar