Tendências de inovação para 2017

Nos últimos anos, vemos como a inovação vem ocupando papel fundamental nas grandes organizações e startups. Muitas são as alternativas inovadoras que surgem com o passar do tempo, e os próximos anos só tendem a dar continuidade aos empreendimentos e soluções modernas no mercado.

E por que inovar?

O mercado está cada vez mais competitivo. É fácil perceber essa tendência de competição em qualquer setor, desde finanças até nos aspectos culturais. As empresas buscam seu lugar ao sol no meio de tantas opções, e a maneira mais efetiva de obter sucesso é apostando em produtos e serviços que entreguem valor ao cliente e façam diferença na vida deles.

Nós da Descola somos um exemplo: tentamos sempre trazer temas diferentes da maioria dos cursos online, escolhendo a dedo nossos professores e aperfeiçoando sempre a nossa plataforma. Tudo isso para que o aluno se sinta contemplado com o serviço e queira sempre mais.

Pensando no futuro próximo que vem por aí, apoiado numa concepção de inovação, fizemos um panorama com os temas inovadores que serão tendências em 2017.

como inovar em educação em 2017

Se você costuma ler sobre tendências de inovação, já deve ter notado que o tema Educação sempre aparece. E isso não é à toa: a educação tem se aprimorado cada dia mais e se tornado peça chave para a construção da sociedade (ainda bem!).

Juntando empreendedorismo e educação, veremos a expansão das plataformas online de ensino, inclusive para educadores que queiram ter sua própria escola web para aulas de reforço.
A tecnologia invade ainda mais o espaço das salas de aula e vai se tornando ferramenta essencial para o ensino, não só no modelo online e à distância, bem como nas aulas presenciais. A educação interativa vem com tudo para auxiliar nos processos de aprendizagem.

Essa já é uma tendência que vem se desenhando há alguns anos. Os próprios alunos têm progressivamente feito mais uso da Internet para estudar, seja para assistir a videoaulas ou para buscar exercícios mais complexos. Os educadores têm percebido essa tendência e como ela faz efeito quando bem aplicada.

Além disso, o investimento em cursos profissionalizantes também é aposta para 2017. Visando uma retomada na economia, as pessoas tendem a investir mais em educação.

Finalmente, o espírito empreendedor pode invadir de vez a área da educação e capacitar os educadores.

Leia mais sobre como inovar e as tendências de educação em um post que fizemos exclusivo sobre esse assunto e saiba mais sobre o futuro da educação brasileira.

como inovar em marketing digital em 2017

Segundo a eMarketer, 2 bilhões de pessoas em todo o mundo compraram smartphones em 2016, sendo o Brasil o sexto colocado em termos de usuários. Sobre o crescimento do número de vendas de smartphones, a gente nem precisa falar que é uma tendência que continua no ano que vem – isso você consegue constatar olhando as pessoas na rua.

Pensando nisso, os departamentos de marketing vão cada vez mais investir em estratégias de relacionamento, automação, tecnologias de localização, entre outras táticas. Uma das mais importantes tendências para 2017 é o Inbound Marketing – o “marketing de entrada” -, que tem como objetivo atrair a atenção de clientes em potencial, se comunicando com eles, entendendo suas necessidades e fazendo com que eles queiram o que você vende.

O conceito de Remarketing também vem com força, com estratégias para estimular o retorno de um cliente para, por exemplo, finalizar uma compra que ele esqueceu no carrinho.

Entenda mais sobre a importância do Marketing Digital aqui.

como inovar usando a economia colaborativa

No próximo ano, a economia colaborativa estará cada vez mais presente no dia a dia das pessoas. A ideia é comprar menos e compartilhar mais, reutilizando sempre que possível.

A tecnologia é que vai unir as pessoas com interesses e necessidades similares, com o intuito de tornar mais eficiente o uso de recursos.

O mesmo ocorre com o segmento dos e-commerces. A crise fez com que as pessoas buscassem ainda mais o compartilhamento, seja de espaço, produtos ou serviços. blablacar-logoOs modelos de shopping online (marketplace) vão crescendo, assim como a integração de estoque.

Um exemplo de aplicativo de economia colaborativa é o BlaBlaCar, que ganhou espaço em 2016 e tende a crescer ainda mais no ano que vem.

A economia colaborativa já é uma realidade no setor econômico e a tendência é o seu constante crescimento.

tendencias de inovacao com inteligencia artificial

O avanço tecnológico tem ditado muitas tendências no mercado. Uma delas é a da inteligência artificial.

O relatório anual do laboratório da Ericsson aponta que atualmente cerca de 35% dos utilizadores avançados da Internet gostariam de ter um conselheiro inteligente no local de trabalho. Por outro lado, mais de metade das pessoas mostra preocupação com a inserção da robótica na automação industrial, fazendo com que os humanos percam suas funções.

A implementação de Inteligência Artificial em 2017 tende a crescer, levando em direção a soluções como robôs e veículos autônomos e serviços como assistentes pessoais virtuais. As coisas inteligentes vão ganhar espaço e se consolidar cada vez mais.

A inteligência artificial está muito mais próxima do que você pode imaginar, e esse avanço acontece cada vez mais rápido.

inovacão com realidade virtual e aumentada

Realidade aumentada e realidade virtual são tecnologias de imersão que estão saindo do mundo das ideias e ganhando terreno. Esse tema, há pouco tempo, ainda era uma “piada” – coisa de filme de ficção científica.

Mas isso tem ficado para trás, e as pessoas têm se acostumado com esse tipo de técnica: a onda de dispositivos que transformam a maneira como elas interagem, seja umas com as outras ou com produtos e serviços, vem se tornando desejo de consumo de muita gente. Segundo uma pesquisa da Ericsson, 70% das pessoas acreditam que nos próximos três anos a realidade virtual ficará indistinguível do mundo real.

Os smartphones são aliados na hora de implementar a realidade virtual e a aumentada. Pense no sucesso que foi o aplicativo PokémonGO. Combinar as funcionalidades do seu celular compokemon_go_logo espaços do mundo real é uma receita que fez muito sucesso e pode ser aproveitada de inúmeras outras maneiras. Imagine poder fazer compras online ou assistir videoaulas utilizando essas tecnologias.

Ainda são limitados os modelos de celulares que possuem suporte a realidade virtual, mas isso tende a mudar nos próximos anos, a contar do ano que vem.

Falamos mais sobre os avanços das realidades virtual e aumentada neste post.

como inovar usando o user experience

Você já deve ter reparado que cada vez mais os produtos e serviços estão preocupados não só em vender e bater metas, mas também em proporcionar ao usuário uma experiência memorável. E isso é tendência não só para 2017, mas para muito anos por vir.

Layout de cards, microinterações, storytelling, material design… Essas são apenas algumas das várias apostas para User Experience (UX). Mas a principal aposta para o ano que vem é o design responsivo, que vai não só se preocupar com tablets e smartphones, mas também com as smart TVs e quem sabe até mesmo smartwatches.

Levando em consideração a ascensão da UX, os profissionais de Customer Experience terão um espaço maior para atuar no próximo ano – afinal, é preciso de pessoas que entendam de pessoas.cards

Fazendo um link com o que falei sobre educação, as plataformas personalizáveis de cursos online também estarão ainda mais presentes em 2017, visando sempre o conforto dos consumidores e uma experiência UAU.

Quer entender melhor o porquê de utilizar a experiência do usuário a seu favor? Falamos sobre UX e envolvimento interativo aqui.

inovação usando internet das coisas ou a Iot

Você sabe o que é Internet das Coisas? Esse é um conceito de tecnologia em que todos os objetos do nosso dia a dia (as Coisas) estariam conectados à Internet, de maneira inteligente e sensorial. O mundo físico e o mundo digital aos poucos vão se tornando um só, e isso está refletido no aperfeiçoamento da Internet das Coisas. Meios de transportes, acessórios, eletrodomésticos… Tudo isso já faz parte da IoT. O caminho é o crescimento e desenvolvimento dessa tecnologia, incluindo os mais diversos objetos.

Uma das tendências para 2017 é colocar o controle nas mãos do usuário através da conexão da IoT com dispositivos mobile, como smartphones. Por exemplo, você poderá ligar o ar condicionado (conectado à internet) antes mesmo de chegar em casa, através de um toque no celular.

E não pense que isso é uma realidade distante de nós: o Ministério de Ciência e Tecnologia e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) querem mapear oportunidades no setor da Internet das Coisas aqui no Brasil, para futuramente projetar um plano nacional nesse âmbito.

Saiba mais sobre o que a IoT pode fazer pelo seu negócio.

seguranc%cc%a7a-online

Em contrapartida do conforto e praticidade da Internet das Coisas, muito mais precisa ser investido em segurança online quando você passa a conectar todos os objetos da sua casa à internet. Essa é uma aposta certeira e o seu aperfeiçoamento anda de mãos dadas com a evolução da IoT. Lembra quando computadores eram hackeados? Com o advento da Internet das Coisas, se não houver uma boa estrutura de segurança, até mesmo o seu carro pode sofrer um ataque cibernético!

Sob outra ótica, sabendo que estamos cercados por um contexto conturbado politicamente, existem indícios de ciberataques com motivação política. Isso preocupa o governo, que percebe essa movimentação e investe ainda mais em segurança online. Além disso, a espionagem cibernética cresce também no setor privado.

De acordo com estudo feito pelo Gartner, partindo do ano que vem até 2018, cerca de 85% dos novos negócios ligados à funcionalidade de rede farão parte de um pacote com barreiras de proteção e plataformas de segurança de conteúdo, tendo em vista o ambiente avançado de ameaças.

como a big data pode transformar a inovação

Big Data é um termo para descrever um grande volume de dados que impactam os negócios. O mais importante do Big Data, no entanto, não é a quantidade de dados existentes, mas sim como as empresas aproveitam eles e o que elas fazem com os que realmente importam.

O Big Data vai ter um papel fundamental na operação das empresas, já que uma infinidade de fatores podem ser medidos com tanta informação disponível. Saindo do campo do que é diferencial competitivo, o Big Data aparece como necessidade para os negócios.

Devido às dificuldades envolvendo Big Data e privacidade, em 2017 a proteção de dados terá uma maior visibilidade e será objeto de disputas judiciais.
bitcoin

O financiamento coletivo (crowdfunding) tem se tornado um caminho viável para a cultura da economia colaborativa. Essa é mais uma das mudanças causadas pela globalização da internet, que afeta todos os setores, inclusive o financeiro. O crowdfunding é um modelo de arrecadação de valores sem muita burocracia, que reflete o futuro da inovação. É uma alternativa para os meios tradicionais de captação de recursos que vai se fortalecer ainda mais em 2017.

opengraphAinda sobre o setor financeiro, os bitcoins aparecem como alternativa para o dinheiro “de verdade” e outras formas de pagamento. Bitcoins são moedas virtuais que têm se valorizado absurdamente e se firmado como moeda sem interferência de governos e/ou instituições financeiras. O ano que vem promete ser de bastante avanço para essa tecnologia que ainda esbarra em algumas dificuldades, como a demora para a finalização de pagamentos devido a não existência de uma central de compensação como os bancos e instituições financeiras.

Para saber mais sobre esse modelo de financiamento coletivo, veja o nosso post sobre crowdfunding.

Espero que essas dicas de tendências deem um norte ao seu negócio e à sua vida e ajudem você a enxergar as diferentes oportunidades que vêm pela frente nos próximos anos. 😉

Comentários (01)

  1. Adorei encontrar todos esses assuntos em um só lugar, com explicaçoes simples e consistentes. Parabéns, Gabriela!

Comentar